» Freguesia » História da Terra - Aldeia do Souto
23379  
 

 


Aldeia do Souto
2009-06-25
ALDEIA DO SOUTO

Orago: S. João
População: 364 habitantes
Actividades económicas: Agricultura, fruticultura, pecuária, criação de gado bovino, construção civil e pequeno comércio
Festas e Romarias: São João Baptista (24 de Junho) e Nossa Senhora do Carneiro (2º Domingo de Agosto, com a duração de 3 dias)
Património cultural e edificado: Igreja matriz, Capela da Senhora do Carneiro, Capela de São João Evangelista, Arco do São João, Fonte da Maria Janeira e Fonte da Biquinha
Outros locais de interesse turístico: Zona envolvente à capela de Nossa Senhora do Carneiro e monumento em memória do Dr. Januário Barreto
Gastronomia: Porco recheado
Artesanato: Vassouras (bracejo)
Colectividades e Associações: Grupo de Cantares de Aldeia do Souto; Clube Recreativo de Aldeia do Souto; Centro Dia e Reserva de Caça.
Jogos Tradicionais: Jogo da Malha, Jogo da Raioula e Jogo da Bilharda.
Situada a norte do concelho e a 18 quilómetros da cidade da Covilhã, a Freguesia de Aldeia do Souto encontra-se nas abas da Serra dos Barreiros Brancos, com uma área de 10,21 Km2. É limitada pelas povoações de Orjais; Vale Formoso; Sarzedo e Belmonte, sendo atravessada pelo Rio Zêzere.
Em termos administrativos, pertenceu ao concelho de Valhelhas (Guarda) desde 1835 até 1855, passando nessa data para o concelho da Covilhã.
O nome da freguesia é de origem botânica e provém da abundância de castanheiros ou soutos de que era fértil a região, os quais atacados por doença no início do século, foram reduzidos no seu número, contudo e segundo o Dr. Alexandre Carvalho Costa em Lendas, Historietas e Etimologias Populares e Antigas Etimologias respeitantes a Cidades, Vilas, Aldeias e Lugares de Portugal Continental, refere: "Aldeia do Souto - deve de facto, significar uma "aldeia" lavrada (sentido de território agrário) em sentido antigo era (e ainda hoje não desapareceu de todo, pelo menos literariamente)o de mata de quaisquer árvores selvagens". Outros autores, no entanto, não concordam com esta tese.
Do património edificado desta freguesia, destacam-se duas construções de carácter religioso. A igreja matriz, reconstruída mantendo linhas clássicas, conservando alguns vestígios de origem, ou seja, românicos. A capela de Nossa Senhora do Carneiro, por seu lado, apresenta uma imagem muito antiga de Nossa Senhora.


id: 43
 
 

  Registo 1 a 1 de 1  

 

Utilizador
Password

» Novo Registo
» Recuperar Password
 
 

O que acha do nosso site?






 

Inquérito Actual